5ª Maratoninha SESC-Sobral, 2018

O calendário de corridas para os adultos foi bem “gordinho” em 2018, já para os pivetes, nem tanto. Aliás, foi muito magro! Apenas a Maratoninha SESC e – não sei o motivo – apenas em dezembro! Por um triz, pois normalmente ela é realizada em comemoração ao Dia da Criança!

Para se inscrever, bastava ir na Unidade Centro do SESC Sobral e doar um brinquedo. Sem taxa em dinheiro, assim como na prova dos adultos. As crianças deveriam ter entre 3 e 10 anos. Levamos uma boneca e a inscrição foi feita rapidamente.

Uns três ou quatro dias antes da prova, ligaram do SESC avisando que este ano o kit poderia ser retirado antes (nas provas anteriores, isso acontecia apenas no dia da Maratoninha), pois as camisas são para gente grande e assim os papais e mamães poderiam diminuir as camisas para os pequenos. Legal, mas não pude ir. Acabamos retirando na hora da corrida e o JC preferiu correr com o seu Manto Alvinegro.

Prova marcada para um sábado, dia 8 de dezembro, feriado de Nossa Senhora da Conceição em Sobral, com largada as 7h. Era pra ser dia de longão pro papai, 26k, mas não dava pra perder a única prova do ano pro JC.

Mamãe, papai, maninha e até a vovó Julieta foram prestigiar o (não mais tão) pequeno corredor.

Chegamos a sede social do SESC (Junco) por vota das 6h45. JC foi pegar seu kit, colocou o número de peito e pronto. Era só esperar a bateria masculina dos 7 e 8 anos. Antes, porém, aquecimento com o Palhaço Kisuc.

As demais baterias foram organizadas de acordo com as idades, sempre começando com as meninas e com a demonstração inicial feita pelo Palhaço Kisuc, que correu mais do que eu nesse final de semana.

Na bateria do JC, quatro corredores para duas voltas no circuito montado no estacionamento. Claramente fora de forma, pregou na segunda volta. Mas estava levando a sério. Correu o que pôde, não andou 😀 e, o mais importante, se divertiu!

Ao final, medalha, água e kit de chocolate.

Com relação ao ano anterior, algumas coisas foram ainda mais legais: o kit que também foi entregue antes do dia da prova, e os corredores que receberam as medalhas apenas ao final da última bateria, fazendo com que os adultos acompanhassem todo o evento, que por sinal, é rapidinho: tudo durou menos de 2 horas.

Essa garrafinha ele já levou de casa. Não foi brinde :D.

Para eu não perder o costume de ser chato, ainda acho que o kit pós-prova deveria ter fruta e não doces…

Parabéns ao SESC pela iniciativa e a toda equipe liderada pela Terezinha Nascimento.

Resumo da prova:

Kit: Camisa + número de peito mediante doação de um brinquedo.
Balizamento: Ok, na medida.
Ambulância: Presente, como sempre.
Hidratação: Ok, na medida.
Lanche pós-prova: Eu, particularmente, não acho adequado para crianças. Chocolate é muito gostoso, mas considerando o contexto, acho que seria melhor oferecer frutas.
Medalha: “Metal”, semelhante as dos adultos este ano.
Premiação: Não houve, FELIZMENTE!!!! 🙂

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *