#49 – Corrida da MB

Em meio ao caos da política e crise civil/social, corrida!

A MB Sports, assessoria esportiva aqui de Sobral, sempre tem realizado eventos no mês de outubro. Em 2016 foi a Corrida do Médico, que marcou o lançamento da assessoria. Em 2017 foi o Longão de Aniversário. E agora, a Corrida MB.

Inscrições via internet, site da Cronoteam, e também presenciais. Além disso, o pessoal da MB esteve em vários eventos realizando inscrições (Corrida do SESC, Corrida do Bem-estar, etc). A partir de R$ 50,00 foi possível garantir vaga em uma das três distâncias: 2,5k, 5k, 10k.

Fiz a minha no final de julho, pelo site, com o valor de primeiro lote: cinquenta reais + cinco reais de taxa de comodidade.

A entrega de kits aconteceu na sede da MB – que fica no Clube dos Contabilistas – na sexta, dia 12 e sábado dia 13. Fui no sábado e aconteceu um pequeno problema com a minha inscrição: meu nome não aparecia na lista, nem meu número de peito estava identificado. Tudo pago direitinho, comprovante de inscrição, comprovante de transferência, mas nada. Conversei com o Mikael, depois com o Mauro e tudo foi resolvido ali mesmo. Peguei um número de peito “em aberto” e preenchi nova ficha de inscrição.

Antes de ir pegar o kit, eu havia treinado. Como os Menudos (Jailson, Robertson e André Melo) e a Sandy (Camilla) estavam viajando – feriadão do Dia de Nossa Senhora Aparecida na sexta e Dia do Professor na segunda – , sai de casa e fiz um bate-volta no Rancho Flash, local de concentração do treino. Calculei errado e fiz 19.6k em vez dos 20k. Besteirinha… O previsto pro final de semana era 30k, então ainda estava devendo 10k.

No domingo, largada marcada para 6h30. Acordei as 5h, fiz tudo como de costume e saí por volta de 5h45. Como na capital cearense estava acontecendo a corrida de 100 anos de um time ai da segunda divisão, resolvi ir com a camisa de um time da série A.

Turma chegando na tenda da Sprint.

Sem o menor problema encontrei vaga pra estacionar. Ao chegar, logo encontrei o André Bezerra – que não dá mais pinta de terrorista – e vimos a tenda da Sprint sendo armada. Fomos para lá, colocamos número de peito e chip, e encontramos vários colegas. Em seguida começou o alongamento. Como não gosto muito dessa parte, fui pro aquecimento. Oito minutos de trotinho pra esquentar as carnes.

Às 6h32 minutos, começou a brincadeira.

Foto: Alexandre Frota (Amaral) – Arretado.com

Saímos da Boulevard do Arco, mais ou menos em frente a casa que dizem ter sido da família de Didi Mocó em direção ao Sinhá Sabóia pela Av. Senador Fernandes Távora. Céu nublado, mas sem vento.

Início do trecho na Av. Sen. Fernandes Távora. Foto: Wótila Carneiro.

Percurso bem legal, plano. O retorno dos 2,5k foi na Estação do VLT. Turma dos 5k e 10k foi até a Fábrica da Lassa – primeiro ponto de hidratação -, retornando pela mesma avenida. Quem ia pros 10k, entrava à direita rumo ao bairro Moradas da Boa Vizinhança. Já a turma dos 5k, passava reto, em direção ao Arco.

Entrada para o Moradas da Boa Vizinhança. Foto: Alexandre Frota (Amaral) – Arretado.com

O trecho extra para a turma dos 10k tinha cerca de 4.5km, também plano. Mais a frente o segundo posto de hidratação e um pouco mais a frente a Kelvia passa por mim feito uma bala. Como tá correndo essa menina! Como disse o Victor, tem uns corredores que parecem sair de dentro dos matos e passam por você assim, na maior.

Retornamos e aos 7,5k, mais um ponto de hidratação. Aliás, a água estava sempre geladinha e os postos foram muito bem distribuídos. Massa!

Chegada. Foto: Wótila Carneiro.

Para encerrar, um pulinho até o “Goiabão” para, ai sim, retornar ao Arco e encerrar a prova.

Pelo mapa – onde sempre marco as distâncias – deu 10.4k. Nos gepeésses do povo, deu 9.9k. Meu tempo foi de 54’08”. Se for do jeito que tá no mapa, pace médio de 5’13”. Se for pelos gepeésses, o pace médio foi de 5’27”. De todo jeito, levando em conta que eu corri quase 20k no sábado, tá ótimo! Entre os 67 cabras que concluíram, fui o 35°. Sem dores, tudo em ordem. Até o adutor que incomoda que é uma beleza, hoje se comportou inclusive depois da prova. “Glóiria a Deuxxxx!”.

Sobre a corrida, achei excelente. Bem divulgada, organizada, postos de hidratação bem distribuídos e água sempre geladinha. Medalha bem legal (de metal, desta vez), lanche bom (banana, tangerina e um bolinho delicioso). Ambulância, cronometragem, pódio, troféu e sorteio de viagem com tudo pago e direito a Meia Maratona em São Paulo (2019).

Com relação ao balizamento, acho que poderia ter sido melhor no trecho rumo ao Moradas da Boa Vizinhança. Apesar de ser menos movimentado do que a Av. Sen. Fernandes Távora, ali existem curvas onde a turma do volante adora testar a estabilidade de seus veículos. Uns cones teriam dado mais segurança.

Além disso, levando em conta o feriadão, a quantidade de corridas em Sobral este ano, e um passeio ciclístico marcado para o mesmo dia, a quantidade de participantes foi ótima. Parabéns à MB Sports pela realização de mais um ótimo evento.

Depois de pegar medalha, lanche e baixar a rotação do motor, ainda houve tempo para um bolinho fitness, em comemoração aos 50 anos do Cesário Guimarães.

Cesário e sua esposa Evanuzia.

Falando em medalha e em casal, a de hoje dedico ao meu parceiro de asfalto Jailson, que não está em Sobral esses dias por conta de seu casamento. Ele não quer mais saber de corridas de 10k (só pensa em maratona) mas desejo que consiga com sua esposa Thamiriz (acho que é assim) construir uma família baseada na bondade e no amor. Felicidades ao casal corredor!

Semana que vem tem mais corrida em Sobral. A Corrida da Grendene, com percurso de cerca de 6,5km enfrentando as ladeiras da Av. Cleto Ferreira da Ponte. Ano passado foi muito boa. Eu estou vendo se vou pra essa ou pra da Unimed em Fortaleza. De todo jeito, semana que vem chego à 50ª corrida! Eita piula! Parece muito mas tem gente que já nem conta mais…

E atualizando o calendário, ainda temos este ano: Corrida da Ótica Diniz (5k, no dia 4/11), Corrida da Academia DryFit (15k, em 11 de novembro), 3º Desafio Cross Run/Turma do Pedal (21k, 25 de novembro) e Desafio Sobral x Meruoca (24k, 16 de dezembro). Vamos aproveitar pois em 2019 só Deus sabe o que vai restar depois do meteoro que vai cair em 1 de janeiro.

Resumo da prova:

Kit: Camisa, viseira, copo, número de peito e chip. Custo de R$ 50,00 (presenciais), R$ 55,00 a R$ 75,00 (internet).
Balizamento: Ok, na medida. Apesar do trecho sem cones na avenida que dá acesso ao Moradas da Boa Vizinhança.
Ambulância: Ok, presente.
Hidratação: Ok, na medida. Sempre geladinha. Postos bem distribuídos a cada 2.5k.
Lanche pós-prova: Ok: Banana, tangerina e um bolinho delicioso.
Medalha: “Metal”, no formato da logo da corrida.
Premiação: Troféu para os três primeiros nos 5k e nos 10k, masculino e feminino.

Mais alguns registros

Eu e prof. Do Carmo.
Fidel e eu.
Victor Silva (esq.), André Bezerra, eu e Fidel.
Chegada pela lente de Alexandre Frota (Amaral ) – Arretado.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *